Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Empresa holandesa cria tinta inteligente que ilumina as estradas

Mäyjo, 23.03.15

Empresa holandesa cria tinta inteligente que ilumina as estradas (com FOTOS)

A empresa holandesa Studio Roosegaarde acabou de inaugurar uma nova estrada inteligente perto de Oss, naquele País, que pode mudar a forma como conduzimos à noite no futuro. A estrada utiliza tinta que brilha no escuro para a tornar mais segura – e pode ser vista, inclusive, como uma resposta ao contínuo desinvestimento dos Governos, incluindo do português, em iluminação nas estradas.

O conceito foi anunciado em 2012, tendo ganho vários prémios, mas só agora foi posto em prática, numa distância de 500 metros. Se o teste for bem sucedido, esta estrada inteligente pode rapidamente estar disponível em vários países, incluindo Portugal.

De acordo com os designers holandeses, a estrada é pintada com uma tinta que contém um pó especial, que carrega durante o dia. À noite, ele liberta uma luminosidade verde.

Depois de absorver a luz o dia, esta tinta pode brilhar até dez horas, o que é suficiente para todas as horas da noite. Por outro lado, as linhas são suficientemente brilhantes para que todas as estradas futuras as possam utilizar em vez de iluminação pública.

O Studio Roosegaarde explica que a tinta é uma alternativa sustentável às estradas modernas, e pode ser utilizada, inclusive, para pintar a estrada com símbolos, quando a temperatura chega a um certo ponto negativo (ver fotos).

Esta estrada interactiva está a ser desenvolvida pela Heijmans Infrastructure, que está já a planear outros desenvolvimentos no projecto, ligados sobretudo a faixas de prioridade que indicam quando os carros devem mudar de rota.

estrada_7

ARTISTA PORTUGUÊS RECRIA MOSAICOS DA AZULEJARIA NACIONAL NOS LOCAIS MAIS INESPERADOS

Mäyjo, 23.03.15

addfuel_SAPO

Diogo Machado, ou Add Fuel, como é conhecido no meio artístico, é um ilustrador e artista de rua português. Entre os seus vários trabalhos destaca-se a recriação de mosaicos da azulejaria tradicional portuguesa e, muitas vezes, nos locais mais inesperados, como é ocaso de caixas de electricidade.

Licenciado em Design Gráfico, Diogo Machado trabalhou alguns anos como designer em Portugal e na Alemanha. Em 2007decidiu tornar-se freelancer como artista visual e ilustrador. Foi por volta desta altura que começou a criar estes mosaicos inspirados nos padrões dos azulejos que revestem grande parte dos edifícios portugueses.

“Em 2008 tive oportunidade de fazer um projecto em Cascais, de onde sou. Queria fazer alguma coisa que definisse a sua história e que também me identificasse como português”, explica o artista ao Bored Panda. “Na altura estava a trabalhar como ilustrador freelancer – o que ainda faço actualmente – e pensei que poderia utilizar o meu universo de ilustração bizarro para formar um padrão de azulejo português. Visualmente, o resultado foi tão bom que senti que era uma coisa que necessitava de explorar”, conta Diogo Machado.

“Acho que hoje em dia é importante para nós, como cidadãos de um mundo interligado e tecnologicamente avançado, reflectir sobre o que as nossas tradições significam e de como as podemos preservar”.

A última intervenção de Diogo Machado foi no Largo de S. Paulo, em Lisboa, onde transformou uma caixa eléctrica.

Veja aqui o resultado final assim como outros trabalhos do artista português.

A reinvenção do azulejo português

 

Fotos: Add Fuel, Rui Gaiola e Lara Seixo Rodrigues

CHINA: UMA ILHA QUE SÓ APARECE NA PRIMAVERA

Mäyjo, 23.03.15

ilha_SAPO

Uma ilha em forma de tartaruga, na China, existe apenas durante três meses do ano, passando os restantes nove debaixo de água. De acordo com o People’s Daily Online, esta massa de terra está a ganhar cada vez mais notoriedade devido à sua forma – em tartaruga, animal que o povo chinês diz trazer longevidade – e aparece e desaparece no rio Muodaoxi, no sudoeste chinês.

A ilha localiza-se perto da região da barragem das Três Gargantas e a sua existência depende da quantidade de enchentes da corrente. Por outras palavras: ela só aparece quando os níveis de água se encontram entre os 163 e os 168 metros.

“Existe um ditado popular para a chegada da Primavera, aqui. Dizemos que chegou a tartaruga”, explicou Meng Liu, residente na região. Quando o rio está com a sua profundidade habitual de 175 metros, continua o site, a ilha apenas “mostra” o seu topo. Veja algumas fotos do local.

A ilha da Primavera